Sobre o Colégio São Miguel Arcanjo

    Com o olhar de cada Professor.

     

    O que é acreditar na Educação?

    “É o que fez uma mulher, analfabeta e paupérrima. Incutiu na cabeça de seus filhos, uma delas nossa saudosa Lilia, que para crescer precisaria estudar. E foi isso o que ela fez. Superando todas as adversidades, não só estudou como ensinou a muitos de nós que amor e dedicação à profissão são atos inerentes ao professor.
    Agradeço sempre a Deus não somente por tê-la conhecido, mas principalmente por ter constatado que dar aula é muito mais do que somente ensinar.”

    Neisa Cristina – Professora de Português/ Ensino Fundamental II

    “Hoje, quando olho para o Colégio São Miguel Arcanjo, vejo como ele cresceu e evoluiu. Cresceu em seu espaço geográfico e evoluiu no que se refere ‘a proposta pedagógica. No início da década de 90 não tínhamos piscina, a nossa quadra era pequena, o nosso parquinho era próximo à cantina, a Secretaria era onde, hoje, se encontra a Sala de Meios, não tínhamos o 3º andar e consequentemente não existia o Ensino Fundamental II.

    Nessa época tínhamos uma coordenadora apelidada pelas mães de “sargentona”, tamanha era a sua rigidez. Apesar de sua rigidez, ela, naquele momento, teve a sua importância para a nossa escola, pois criou uma disciplina tanto para os alunos quanto para os professores, pois a Vice-diretora Lilia Machado, em função de outras atribuições não podia estar sempre presente, delegando a essa coordenadora o poder de decisão. Com a chegada da Coordenadora Liliane Machado, uma nova estrutura foi se delineando e muitas reformulações aconteceram, para melhor, é claro.

    Nesse delinear da história do São Miguel Arcanjo, muitos alunos passaram por nós. Alguns mais tranquilos, outros mais agitados, outros com algumas deficiências pois a nossa escola opta pela educação de inclusão e, com isso, favorece e estimula os profissionais a buscarem subsídios que os possibilitem ajudar no desenvolvimento dessas crianças, tornando-as felizes.

    O primeiro aluno especial que tive foi no São Miguel e foi um grande desafio, pois ele não falava, não compreendia o que falávamos, colocava tudo o que podia em sua boca e não permanecia sentado. Ao final do ano letivo, ele já estava começando a interagir com as pessoas que estavam a sua volta, quando falávamos o seu nome, ele já parava para ver quem o estava chamando. Foi um ano muito cansativo, mas muito gratificante, por isso é que sempre digo que é importante escolher a profissão com amor, pois é necessário haver, por parte do profissional, muita doação, carinho e paciência.

    Nós, educadores, temos um papel muito importante na vida desses pequenos, qualquer erro, deixaremos grandes marcas. Esse ano é um marco muito importante para mim, pois a minha primeira turma no São Miguel Arcanjo prestará vestibular esse ano e um desses alunos é meu próprio filho.”

    Adélia Rosa – professora do Jardim I/ Educação Infantil

    “Já faz doze anos que estou no Colégio São Miguel Arcanjo e sinto como se fosse a minha segunda casa, pois neste período vi o crescimento e o desenvolvimento de muitos alunos e também do colégio, onde agradeço pelas oportunidades, o aprendizado e o conhecimento que muitos me passaram.

    Hoje trabalho como professora, me encontrei na área da educação, claro que quero aprender muito mais para poder desempenhar ainda melhor o meu prazer de dar aula. O que algumas pessoas não sabem é que eu entrei no Colégio São Miguel Arcanjo como auxiliar de serviços gerais, já fui auxiliar de turma, trabalhei com todas as professoras da educação infantil e pude sugar tudo de bom para melhorar meu desempenho como professora. Agradeço a Deus pela oportunidade e confiança que a Coordenadora Liliane Machado depositou em mim.

    Antes de terminar a minha formação de professora, recebi muito apoio e incentivo das professoras e, assim que me formei, a Coordenadora me ligou perguntando se eu gostaria de assumir uma turma. Até chorei em casa, mal pude acreditar: aquela oportunidade vinha dos céus.

    Hoje trabalho como professora e faço faculdade de Pedagogia. Não consigo me ver fora de sala de aula.

    Obrigada, Colégio São Miguel Arcanjo, por me “colocar no trilho” e me dar um empurrão.”

    Maristela Nunes – professora do Maternal/ Educação Infantil

    “Durante nove anos de dedicação ao Colégio São Miguel Arcanjo eu observei como cresceu toda a estrutura de ensino. Para conseguir uma estrutura de ensino compacta e produtiva todos tiveram que se dedicar em conjunto, a começar pelos diretores, em especial a saudosa Vice-diretora Lilia Machado que deu toda estrutura e liberdade para todos os docentes realizarem com eficiência e eficácia os seus trabalhos.”

    Paulo Mayer – professor de Educação Física

    “Comecei no Colégio São Miguel Arcanjo com uma turma de 9 alunos. Já estou na prática docente há 21 anos.

    Sabe-se que cada aluno tem suas peculiaridades; cada educador tem sua maneira de desenvolver as atividades e conteúdos. Sinto-me confiante e bem integrada à Equipe São Miguel Arcanjo.”

    “Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.” (Geraldo Vandré)

    Kátia Sampaio – Professora do Jardim II/ Educação Infantil

    “A instituição foi fundada em 1992 e manteve a casa para ser um ambiente mais aconchegante ou para que o aluno pudesse imaginar que ali seria uma extensão do seu lar.

    Cheguei à instituição em um momento de grandes mudanças e, naquela semana, sairia a “general” da coordenação, para assumir seu lugar uma jovem recém-formada, calma e com atitudes totalmente contrárias ‘as da gestão anterior, porém atitudes renovadoras que fizeram com que o Colégio São Miguel Arcanjo tivesse uma nova visão de educação e de como o aluno deve ser visto: como um cidadão em formação e Único.

    “Um excelente educador não é um ser humano perfeito, mas alguém que tem serenidade para se esvaziar e sensibilidade para aprender.” (Augusto Cury)

    Em abril de 2006 ingressei na instituição como estagiária, cursava o 3º período de Pedagogia e foi graças a minha amiga Natália Correa que me indicou. Infelizmente ela não ficou muito tempo conosco, pois faleceu em um trágico acidente por imprudência do motorista.

    Tudo o que sei hoje com relação à educação e sobre como lidar com a individualidade do aluno devo à oportunidade que me concedeu a equipe do Colégio São Miguel Arcanjo, pois me incentivaram e me fizeram adquirir confiança em mim mesma para avançar e ver que sou capaz. Nesta jornada me senti insegura e, por três vezes, tentei sair da instituição, mas confiaram e gostaram do meu trabalho e sempre recebi uma ligação pedindo para que retornasse.

    “O coração do homem traça o seu caminho, mas o SENHOR lhe dirige os passos.” (Provérbios 16:9)

    Sempre serei grata a Deus, à minha amiga Natália e à equipe do CSMA por me ajudarem a ser mais confiante em mim mesma e no meu trabalho e pela oportunidade de estar com crianças lindas que tanto amo e, também com as professoras com quem trabalhei neste período em que aqui estou. Abaixo listo as profissionais com quem trabalhei:

    Cláudia, Flávia, Patrícia Amorim, Ana Carolina, Helena, Lourdes, Tatiana, Márcia, Maristela, Paloma, Patrícia Frias, Adélia e Liliane.”

    Eli Aparecida – Professora do Maternalzinho/ Educação Infantil

    “Entrei para a família São Miguel Arcanjo logo no segundo período da faculdade de Pedagogia. Precisava vincular teoria à prática. Felizmente, conquistei meu objetivo e pude vivenciar de forma concreta a prática docente.

    “Mas na profissão, além de amar tem de saber. E o saber leva tempo pra crescer.” (Rubem Alves)

    O meu período de estágio foi longo, aproximadamente três anos. Contudo, sabia que essa experiência seria fundamental para meu crescimento como educadora. Estava tendo a oportunidade de aprender com profissionais capacíssimos, que me receberam de braços abertos e sempre tiveram dispostos a me orientar.

    Gostaria de agradecer a toda equipe da escola por todos os momentos felizes, pois muitas coisas aprendi, muitos valores guardei e muitas vitórias conquistei.”

    Paloma Dutra – Professora do Jardim I/ Educação Infantil

    “Quando recebi o convite para prestar um depoimento sobre o colégio, falando sobre a história dele e sobre a minha experiência de trabalho, achei muito interessante e fiquei muito feliz.

    Pesquisando sobre o começo do colégio, descobri que ele abriu suas portas em novembro de 1992, e seu objetivo principal era atender às necessidades educativas fundamentais. A educação do colégio está fundada nos quatro pilares da educação: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a ser.

    Comecei a fazer parte da história do São Miguel em setembro de 2009 como auxiliar de turma no segmento da Educação Infantil, onde fui muito bem recebida por todos e aprendi, na prática, o que foi passado na faculdade. Neste período em que fui auxiliar, vivenciei várias experiências com o Maternal, o Jardim I, o Jardim II e o Jardim III e, neste período, o colégio sempre desenvolveu vários projetos.

    O mais marcante foi o da Semana da Cultura Afro-brasileira, onde os alunos de todos os segmentos deram um show de criatividade, sem contar com a apresentação de teatro com a história da “Bonequinha Preta”, na qual participei com o personagem do gatinho. Nunca vou esquecer desta experiência.

    Hoje não sou mais auxiliar e sim professora do Maternalzinho e quero continuar construindo a história deste colégio, sempre com muita dedicação e amor à minha profissão.”